quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

The Kooks - Gap



Só quem já foi a um show assistir uma de suas bandas preferidas sabe da emoção e alegria que invade seu corpo na hora que essa banda sobe no palco e acena para o público delirante. Aquela empolgação durante a primeira música, a energia liberada durante aquelas mais agitadas, a emoção de erguer suas mãos no ar durante as mais lentas, enquanto todos ao seu redor entoam junto os refrões que você tanto ouviu no seu rádio, com a diferença que a banda está na sua frente, cantando junto com você.
E naquele momento que começam os primeiros acordes de sua música favorita, é quando você sente que sai do corpo e torce para que aquele minuto dure pra sempre. No entanto, pode já ter acontecido com você, uma infeliz situação onde a banda escolhe não tocar essa música, sua preferida. Se for aquela faixa do cd quase desconhecida, há mais probabilidades disso ocorrer. Mas se é uma música muito querida por todos, e mesmo assim não é tocada em shows, é porque há alguma história por trás dela. Aconteceu comigo no show da banda THE KOOKS. Alguns dias antes do show descobri que não tocavam uma das músicas mais adoráveis deles, a linda GAP. Imaginei que havia uma história por trás dela, corri atrás, e descobri.
Formada em 2004, The Kooks é uma banda britânica de Indie Rock que vem garantindo sucesso, boas críticas, respeito e muitos fãs com seus dois únicos álbuns lançados. Gap se encontra no segundo álbum, KONK, que traz diversas músicas agitadas e dançantes, temperado com três ou quatro músicas mais calmas. Gap, que entra nesse time, tornou-se uma das músicas mais amadas pelos fãs do Kooks, mas ainda assim os britânicos jamais chegaram a tocá-la em nenhum show. Por quê? A resposta veio em uma entrevista ao jornal The Sun, feita com o vocalista da banda Luke Pritchard.
Gap foi escrita por ele e pelo baterista da banda Paul Garred. Quando Paul tinha 18 anos, seu pai faleceu, perda compartilhada pelo vocalista que também perdeu seu pai quando era criança. Quando tentaram tocar essa música após as gravações, a emoção tomava conta dos integrantes, e nas palavras de Luke, ele não conseguia lidar com isso. Por isso Gap é um tesouro que pode ser aproveitado apenas pelo álbum e infelizmente longe das setlists dos shows do The Kooks.
A música que pode ser interpretada em uma leitura mais superficial como se fosse direcionada a uma garota – quando pede, por exemplo, para que a pessoa não a deixe e aceite seu amor (“But don't go and take my love, I won't let you, I'm saying please don't go”), ganha diferente conotação quando a ouvimos sabendo que foi feita para seus pais, e parece muito mais bonita e emocionante também.
Eis a importância de procurar se informar quando há algo estranho como o fato de uma de suas bandas preferidas não tocar uma de suas melhores músicas no show. Podemos ficar chateados e aborrecidos, mas antes de tudo temos que respeitar Luke, Paul, a banda em si, pois respeito é primordial, tal como a compreensão de que nem sempre tudo ocorre como nós desejamos. Resta-nos curtir em nossas casas a belíssima Gap.

17 comentários:

30 e poucos anos. disse...

Poxa vida...não conhecia a banda mas escutei o som e curti muito

Daniel e Ana Paula disse...

Olá..
Obrigada pela visita e parabéns pelo blog. estamos te seguindo, fique a vontade pra nos seguir também.rs

Abraço
www.elodagraca.blogspot.com

Alcione Torres disse...

Gabriel

Muito obrigada por seu comentário no meu blog sobre a Ração Humana.
Olha só, ela pode ser utilizada como complementar à alimentação normal para aquelas pessoas que não querem emagrecer. Uma amiga minha começou a tomar junto com o café da manhã e acabou engordando! Então... pode servir para você também! heehe
Abraços.

http://atribeiro.blogspot.com/

Inez disse...

É terrivel ir ao show da sua banda preferida e ela não tocar exatamente a música que você mais gosta.

baobah disse...

Lindo post! e sim, as informações deixam mais legal ;)
E uma coisa que eu nunca disse antes, seu blog é gostoso de ler.

beeeijos meu docinho ;*

Bruna Pinheiro disse...

Siiim, também "sofri" quando soube que essa música não ia ser tocada no show, mas quando vi a história entendi o motivo.
Tirando "Gap", as outras músicas foram sensacionais e aquela noite foi incrível! 19 de junho de 2009 tá guardado!

Daniel Silva disse...

eu já fui duas vezes no show da minha banda preferida (MEGADETH) e eles tocaram a minha música preferida. foi uma sensação indescritível.

sobre o the kooks, acho que nunca ouvi falar.

abraço

War Inside My Head disse...

Gabriel, muito obrigado pelo comentário em meu Blog!
adorei seu texto também.
Estou seguindo seu blog agora...se puder siga o meu também!
Um grande abraço e sucesso!

Harry | Ivee disse...

" Só quem já foi a um show assistir uma de suas bandas preferidas sabe da emoção e alegria que invade seu corpo na hora que essa banda sobe no palco e acena para o público delirante."

Isso é algo que eu gostaria muito de sentir :/ Mas me assombra a idéia de estar num lugar cheio...

• gostei do seu blog (y)

L.M. disse...

Gabrielllll
as tatuagens sao locas mesmo!!! Cara, to tentando dar play na musica aqui e nao consigo ouvir...sera q é problema do meu PC????

fiquei curiosa sabia!!!

bjocass
lu
www.bobogema.blogspot.com

Anônimo disse...

Adorei seu site.

Setlist:

She's So Lovely - Scouting for Girls
Girls and Boys In Love - The Rumble Strips
The Show - Lenka
Naive - Lily Allen
She's Got You High - Mumm Ra
Who Needs Love - Razorlight
Your Song - Kate Walsh
Mad About the Boy - Ava
Young Folks - Peter Bjorn and John
Toothpaste Kisses - The Maccabees
Oh, Atoms - Sugar Mouse
Ever Fallen In Love - Stiff Dylans
I Found Out - The Pigeon Detectives
In the Morning - The Coral
Pull Shapes - The Pipettes
Great DJ - The Ting Tings

Trilha sonora de um filme.
Escuta e vê se gosta.

Alessandra Santos disse...

Muito legal seu espaço! Adorei, de verdade.

Costumo dizer que a música tem o poder de nos transportar pra dentro de nós mesmos. E ela combinada a um texto tão objetivo, de fácil leitura e de excelente qualidade como os que li por aqui, torna-se irresistível.

Parabéns!

Poseidon disse...

Como sempre ótimo post!

E também como sempre trazendo bandas desconhecidas por mim... Até agora gostei de todas, continue expandindo os horizontes musicais do povo!

Realmente, ir a m show de uma de suas bandas preferidas é uma experiencia incrivel, lembro direitinho quando estive no show do Kiss, Whitesnake, Judas Priest, Skid Row, Santana, entre outros... É muito foda! Porém nunca aconteceu comigo de não tocarem uma de minhas preferidas, é curiosa essa história do The Kooks... Muito interessante mesmo!

A próxima atualização do meu blog deve sair só semana que vem, abraço cara e obrigado por visitar sempre, se tiveres um banner para que eu possa te linkar me passe.

Juliana disse...

o caieiras tinha me falado dessa música, que tinha sido feita por causa dos pais deles, que morreram... mas eu tinha me esquecido. quando você me disse que era uma de suas músicas preferidas e eu fui ouvi-la, realmente dei a ela a conotação como se fosse pra uma garota (engraçado como eles fizeram a música podendo, também, adquirir ESSE sentido). mas então, quando você me lembrou que tinha sido para os pais e eu a ouvi de novo... não tem uma vez em que eu não escuto essa música e me arrepio toda, e até chego a me emocionar, imaginando a dor deles, pensando em como seria minha vida sem meu pai. é uma música EXTREMAMENTE bonita, se vista no seu real sentido. pra ser sincera, uma das mais bonitas que já escutei em toda a minha vida.

Julia disse...

se eu ler de novo eu vou chorar.

LADY DARK ANGEL disse...

to sem audio,q droga
mas vou ter passar pro mp4 pra poder ouvir

Anônimo disse...

Aunque usted no lo sepa, pero la hipertensi�n melatonin plays a incontrovertible theatrical role in reducing tinnitus that causes upset in sleep.
look up with your doctor o'er the theory disorder that can be vulcanized with a footling conclusion and study. The eccentric of disturbance you use as a masker the fluids inner our mind receive a insistency. TreatmentTreatment is where both the tinnitus sufferer and a Aesculapian professional can get word the sounds. Whether professional psychoanalysis is for everyone, I as Sudafed are a finish blow of clip to plow with this.

Here is my web-site; curing tinnitus naturally
My web site: causes for ringing in ears

Postar um comentário