quinta-feira, 25 de março de 2010

Radiohead - Creep


O que dizer de uma música que foi censurada nas rádios por ser depressiva demais?

Vamos pensar... ou a música é muito ruim e usaram a essência fossa dela como desculpa para dizer às produtoras "sua música não entra aqui", ou as rádios eram simplesmente insanas de barrarem músicas boas sob esse pretexto tosco de depressão! Minha opinião? Loucas, insanas, acéfalas! Como pode uma rádio simplesmente recusar ninguém menos que RADIOHEAD, hein?
Ok, eu posso estar me exaltando um pouco. Claro que se você acompanha meu blog, ou se você deu uma olhada no menuzinho ao lado chamado "marcadores", percebeu que eu sou um pouco viciado em Radiohead, rs. Os mais atenciosos notaram no título que estamos falando da música CREEP, e quem conhece sabe que esse foi o primeiro single da banda. Por fim, quem conhece Thom Yorke e suas composições sabe que chamar algumas músicas de Radiohead de depressiva demais é até eufemismo... Então, talvez as rádios nem tenham sido tão loucas ao recusar Creep em suas programações, mas se perguntarem nas ruas, eu nunca assumi isso, tá bom?
Afinal, sou daqueles que considero Creep uma obra prima! Quem prestou atenção no que eu disse ali em cima já sabe que foi o primeiro sucesso da banda, e Deus sabe se existiria Radiohead hoje caso Creep não tivesse se tornado um hit... Um hit para os perdedores, claro! Imagine a cena, pessoas de diversos lugares do mundo levam um pé-na-bunda da pessoa amada. Todos se reúnem, cabisbaixos e deprimidos, em um grande saguão, entoando em um único coro o refrão de Creep, que iremos ver na tradução abaixo:
[SAP]"Você é tão especial*, eu só queria ter sido especial... mas eu sou um verme, um estranho, que $@#&# eu to fazendo aqui? Eu não pertenço a este lugar".[/SAP]
Brincadeiras à parte, embora eu tenha estereotipado a música como um hit para losers, não preciso dizer que há uma beleza nela que só encontramos em canções de Thom Yorke, não é mesmo? Independente de você ter levado um pé, é uma excelente música para se ouvir sozinho em seu quarto, se você gosta de algo desse estilo, claro... E agora pasmem, os arranhões super animais de guitarra que são dados antes do refrão (e tornam essa parte bem agressiva) foram uma tentativa do guitarrista Johnny Greenwood de estragar a música, que ele não curtia muito! Só que todo mundo gostou, e agora é uma das marcas registradas de Creep! LoL
Bom, queridões, eu não sou um verme, não sou um estranho, mas como diz a letra, vocês são todos especiais para mim, por lerem meu blog! (nhó). Até a próxima música, folks, prometo dosar vocês com menos Radiohead nos próximos posts! :)

*na versão da rádio o trecho foi alterado para "you're so very special", enquanto na versão original temos "you're so fucking special" \m/

20 comentários:

Rúvila Magalhães disse...

Fui a primeiraaaa :D
Há quanto tempo não havia sido a primeira.
Bom, a música é perfeita para mim nesse momento que estou deprimida por ter derrubado um PRATO CHEIO DE BATATAS FRITAS NO CHÃO, que ódio.

então, esse foi a primeira música do radiohead que eu ouvi. talvez se eu tivesse ouvido "no suprises" seria tão viciada qnto você, amor.

te amo.
beijos

Daniel Silva disse...

essa música é ótima. você conhece o cover que o Sentenced fez pra ela? muito boa.

não sou fã da banda, mas essa música é clássica.

palavras ao vento disse...

essa musica e muito legal...pode ser depressiva ou não;;mas na minha opinião e muito boa...

degaragem disse...

uma das melhores músicas do Radiohead, sem dúvida. Eu nao sou o maior fã, mas todo mundo conhece, né? convenhamos.

E mais uma coisinha, a ideia dos carinhas cabisbaixos se reunindo, foi engraçadíssima, um encontro de loosers ashuahusuhashuasuh

karinacasola disse...

Sou suspeita pra falar, meu ócio criativo sempre é embalado ao som de radiohead.. não sei expressar qual deles é a melhor.
excelente blog de musica, parabéns!

Marcela disse...

Quero me afundar desta dose, os caras são fodas! Sobra tanta falta de cultura meu Deus...

http://memoriaspsicodelicas.blogspot.com/

Mente Alternativa disse...

Fala ai gabriel,mais um belo post hein,tenho ouvido muito radiohead ultimamente e me tornado cada vez mais fã(depois de conhecer algumas musicas aqui no blog e meu prfessor de violão ter falado pra eu conhecer a banda,fui atrás e agora cada vez mais viciado).Independente de triste ou de ser feita para loosers,a música é foda.Como já acompanho o blog há um certo tempo,vou ousar dar uma dica de post,fala dos strokes ai =] haha
Abraços,mentealterntiva esta com novidades!

Rogerio disse...

musica linda...muito boa...essa canção...

Idealizadores. disse...

eles são os caras! putz, muito chato essa coisa de nao tocarem mais a música por que ela é depressiva(será?)... más eles continuam sendo ótimos mesmo assim!

Peixe Antenado disse...

Pra mim, até hoje é uma dass melhores músicas do radiohead,cofesso q acho eles um tanto superestimados, mas produzem boas canções.
valeu!

♫ Angélica ♥ Kawai ♪ disse...

Super Interessante.. mas eu achei ela mesmo meio depressiva não pela tecla sap.. mas pela melodia..gosto de escutar devez enquando... mas sempre viro emo.. kkk

Patrícia. disse...

Olá, estou começando a usar o blogspot agora.
E estou assim, dando as cara para alguns blog que acho interessante.
Gostei muito do teu gosto musical!
Se quiser, entre no meu, la vou falar um pouco de tudo que gosto, musica, filmes, design...

:)

Pobre esponja disse...

Qul o problema da música ser depressiva? Se nenhuma pessoa fica mal nunca, ela que vá tirar par ou ímpar com Chuck Norris para ver quem é o mais fodão, hehe.
Esse som é um clássico, de uma banda genial, com o vocalista mais sincero da atulidade.
Radiohead é a banda!


abç
Pobre Esponja

Tiago disse...

Sou cantor...e uma das minhas preferidas nos "shows" é Creep, tbm não entendo a repulsa e o motivo para não executá-la....afinal, existe algo mais depressivo que "Rebolation"?

Habib Sarquis disse...

Creep é um clássico!! Radiohead é uma banda épica. Parabéns ao blog e pelo ótimo conteúdo.

Blog: Cultura Dinâmica - www.culturadinamica.wordpress.com

Cíntia L. Freitas disse...

Musicas "hit para losers" sao as que mais fazem sucesso. Seguindo as estatisticas, concluimos que losers dominam o mundo de um modo geral.

Blog bem escrito! - e caso vc esteja achando o contrario, eu nao faco parte da maioria que domina o mundo. haha

Rúvila Magalhães disse...

meu lindinho :D
te amo s2

Rúvila Magalhães disse...

na segunda tentativa vai normal, mas de primeira não. Aposto que é problema do blogger!
Tenta tirar esse baratinho de verificação de palavras...

Ítalo Richard disse...

Caro, Gabriel. Ótimo post, confesso que sou meio suspeito para falar sobre Radiohead, gosto demais da banda, acho eles criativos e inovadores, leia-se o lançamento do disco "In Rainbows", onde o fã podia pagar o valor que preferisse pelo álbum, podendo sair de graça, isso tudo pela internet, deixando a Indústria fonográfica de cabelo em pé!! E é exatamente de suas músicas depressivas que mais gosto, é de cortar os pulsos? É, mas e daí? É bom, isso é fato. E por incrível que pareça basta levar um fora ou estar deprimido que eu ouço mais ainda, se é para estar no fundo do poço, vamos lá. Ao invéns de ouvir músicas mais "animadinhas" para servir como antídoto, pelo contrário gosto mesmo é do nó na garganta. Engraçado isso né?!
Em relação a música Creep, eu adoro!

Ps: Muito obrigado pela sua passagem no meu blog, estava com problemas na net, no computador, enfim...tive que passar por esse período de abstinência. E pode aguardar estarei sempre por aqui.

tem coisa nova lá no www.todososouvidos.blogspot.com

abraço

bandamodusvivendi disse...

Com a influencia total do Radiohead, compus uma música chamada NOJO, que está abaixo:

http://www.youtube.com/watch?v=dF4eb-wrHI4

“NOJO” Letra e música: Carlos Brandão




A vida me ensinou a fazer tudo que eu não quero



Sorrir pra quemnão gosto e mentir pra quem venero



Eu sei que jamais cosegui ser o oposto do que sou



Por isso não me venha com palavras de valor




(Refrão )




Não posso ouvir, não quero ouvir



Seus atos não me deixam te ouvir



Não quero ouvir, nãoposso ouvir



Seus olhos não me deixam te ouvir





Alguém me maltratou dizendo tudo que eu não gosto



E me fazia escravo como um rei que não tem posto



Eu sei que não sou tão mesquinho quanto dizem que eu sou



Palavras que me fereme conselho eu tenho é nojo



(Refrão)



Alguém me enganou fazendo tudo que eu queria



E me aprisionava a medida que sorria



Eu sei que não sou tão cretino quanto pensam que eu sou



Pra jogar tudo fora basta falta de amor

Postar um comentário