terça-feira, 17 de agosto de 2010

Lifehouse - First Time [acoustic]


Acústicos.
O tema de hoje são as versões acústicas de músicas... não-acústicas.

Fazer uma versão acústica significa arrancar fora de uma música sua bateria, sua guitarra, seu baixo, seu sintetizador, seu não-sei-o-quê elétrico, substituindo todos esses elementos por um violão bacana, quem sabe uma meia-lua de pandeiro, ou até mesmo uma gaita marota. Ou seja, é fazer uma versão onde tudo o que se usa são instrumentos que não precisam de uma tomada pra funcionar!
Eu prefiro compreender que fazer um acústico é tornar uma música apta para se tocar em um lual na praia, sim? Por outro lado, existem pessoas que dizem que fazer um acústico é pegar uma música chata e transformá-la em boa. Será?
Ao meu ver, uma versão "desplugada" (traduzindo de forma estranha o inglês "Acoustic Unplugged") tem todo o potencial para suavizar uma música, e não deixa de ser verdade que diversas canções ficam bem mais bonitas quando tocadas apenas em um violãozinho. Discordam aqueles que adoram um barulho com guitarra, distorção, etc, argumentando que um acústico pode ser monótono e entediante. Hummmm...

Uma das melhores bandas de todas na produção de acústicos é o LIFEHOUSE. Já falei deles nesse post aqui, e quem acompanhou sabe que Lifehouse tem a mania de trilhar minha vida. Se nunca ouviram, deem um play no vídeo e ouça Lifehouse pela First Time (tu-dum-tssss). A música tema de hoje é a primeira do vídeo, e logo de cara vocês podem notar que eles são bem competentes ao vivo também. Não sei se o segredo está na voz rouca do Jason, ou nos acordes sempre em harmonia de suas composições, ou ainda nas batidas do violão, mas veja que nem há o que inventar, é tudo muito simples em um acústico, e com Lifehouse eles funcionam muito!
First Time fala sobre sentir uma sensação muito boa com alguém pela primeira vez, e bem, por mais sugestivo que isso tudo pareça, eu nada posso garantir sobre o que eles verdadeiramente estão falando, né? :)
A versão original você pode ver nesse link aqui, e explora muito o som da guitarra, além de ser beeeem animada. Pessoalmente, prefiro a versão acústica, que trouxe um tom mais intimista à canção, ou até mesmo uma sensação gostosa de fim de tarde.

Se os acústicos melhoram as canções ou as deixam monótonas eu não sei, afinal, isso varia com o gosto de cada um. Mas posso afirmar que a primeira pessoa que teve a ideia de recriar sua própria música de maneira acústica é um GÊNIO, afinal, reciclar é fácil, mas reciclar com originalidade e qualidade... não é para qualquer um.

19 comentários:

Gui disse...

Curtii esse acusticoo.. ;D

Tania Saad disse...

Sou fã de acústico! Quando uma música é transformada de uma forma bem feita, fica muito lindo.
Acho que, até hoje, nunca vi uma música acústica que eu não tenha gostado. Talvez seja amor ao estilo! hehe
Adorei o vídeo...muito bonita a música! Depois verei a original, pois ainda não a conheço!
Parabéns pelo blog!
Abraços!

Nicelle Almeida disse...

Olha, eu sou do grupo que vê a versão acústica como uma forma de melhorar a canção, deixá-la mais agradável aos ouvidos e acima de tudo, dá a alternativa a aqueles que não curtem a versão original de tentar ouvi-la e vê se gostam.
Adorei o blog.
Me visita também?
www.nicellealmeida.blogspot.com
Um forte abraço! =)

PENHA''' disse...

Tenho acompanhado seu blog,
e depois que passei a fazer isso
me sinto muito mais atualizada, sério
*-*
tem um selo de qualidade pra você no meu blog
http://emummundopatetico.blogspot.com/
;**

Guilherme Lombardi disse...

Não curto Lifehouse, não sei bem pq!

Carolina B.! disse...

Adoro acusticos, dão ênfase muito maior na melodia...

Essa voz rouca realmente é um marco quase sempre positivo, eu gosto. :)

Seus textos são ótimos Gabriel, domina o assunto e a escrita :)

Ruvis disse...

Adoro acusticos, conseguem transformar até mesmo Nirvana em Jack Johnson!!!

essa música me lembra tantas coisas boas...

te amo <3

Daani disse...

lifehouse é uma delicinhaaa! :)
adoro teu blog, amigo mal agradeido e sumido! :)

CAMYS disse...

Gostei de Death Cab,agradeço novamente pela dica!
Ando sem tempo de atualizar e até sem muita criatividade, já que esse ultimo semestre de ultimo ano da escola anda me consumindo bastante. Mas to tentando arranjar um tempinho pra ler coisas legais na blogosfera, como o seu blog, que é repleto de dicas musicais interessantes...Você tem bom gosto, muito bom gosto musical!

Conheci Lifehouse em Smallville, já que a musica tema do amor do Superboy e Lana Lang era aquela 'Everything'. Conhece?

www.teoria-do-playmobil.blogspot.com

Ítalo Richard disse...

Pozzi! Eu me lembro bem que comentei uma postagem anterior a respeito da mesma banda, inclusive destacando a voz do cantor que foi o que mais me agradou. Gostei dessa versão acústica, ganhou uma roupagem bem bacana. Aliás, adoro canções acústicas, independente de torná-las melhores ou monótonas acho que criam um ambiente intimista super legal e aconchegante (e as vezes necessário). Na minha opinião, acho que são feitas para serem mais uma opção de apreciação de uma mesma música, não foram feitas para competir com a versão "elétrica".

Abraço,
www.todososouvidos.blogspot.com

Ps: super lisonjeado pelo comentário premiado!!! Muito obrigado, seu blog é uma leitura obrigatória para mim.

Publicidade Esportiva disse...

Olá!

Estou aqui retribuindo sua visita e aproveitando a oportunidade pra dizer q gostei muito do formato do seu blog e da maneira como vc trata os assuntos.

São ótimos textos, continue assim que vai ser sucesso sempre!

Saiba q vai ser sempre bem-vindo ao meu blog!

Abraços

http://publicidadesportiva.blogspot.com/

Fogo disse...

Gostei de tudo no seu blog!
Boa!


http://fogodeletras.blogspot.com/

Pedro disse...

Gosto versões acústicas, sei lá, acho que elas demonstram muito mais do que as gravadas em um CD.
Acústicos são para os momentos em que você está bem, a música original é para aqueles momentos ruins!

Cintia Barreto disse...

Eu acho que os acústicos dão sempre uma sensação nova,e mais gostava...de certa forma.

Mônica Pinheiro disse...

Eu prefiro as versões acústicas das músicas por achá-las mais estilosas. Eu acho que todas melhoram quando ganham dão esta repaginada.

http://www.redenacional1.blogspot.com

Victor Von Serran disse...

Adorei...curto indie a muito tempo enão conhecia seu blog...

seguindo,obrigado pela visita !

http://universovonserran.blogspot.com

Kadu disse...

Sou muito fã de acusticos, e esse é muito show...Parabens pelo blog...

www.espiritoemverdade.blogspot.com

Camila de Araújo disse...

Ei Gabriel. Ta sumidão! Fiz uma pequena e breve citação a vc e ao seu blog no meu novo post, quando puder da uma olhada (:

www.teoria-do-playmobil.blogspot.com

Seyal Layes disse...

para mim acustíco mostra a qualidade dos músicos e não da tecnologia.
Passo acreditar que daqui a pouco as musicas serão feita nos computadores, não aguento mais ver tanta regravação ou entao letras toscas!
Muito bom mesmo o seu blog e obs: AMo lifehouse! :P
bjim fica com Deus e que o SEnhor Jesus Cristo te abençoe!

Postar um comentário