quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Pinback - Penelope


Hoje eu estava pensando como Pinback consegue ser diferente de tudo o que já ouvi sem precisar de ousadia e experimentalismo. Não é como Sigur Rós, que é diferente de tudo por estar enquadrado em um universo de canções que quebram paradigmas e causam estranheza com suas belas composições. Pinback é meio folk, baseia suas músicas em cima de violões, alterna a voz grave e aguda dos vocalistas (como já dito aqui), e com tamanha simplicidade, criam um som único. Como eles conseguem isso? Refletindo nessa pergunta, resolvi escrever sobre essa dupla californiana de novo, repetindo a dobradinha Lifehouse-Pinback de poucos posts atrás...

PENELOPE, a música título de hoje, está inclusa no amazing BLUE SCREEN LIFE, mesmo álbum que contém Boo. A letra fala sobre a incrível história de um.... PEIXE DOURADO LOL. Sim, é uma letra falando sobre um peixe dourado inquieto que não deseja mais viver em seu mundinho, provavelmente um aquário... Algumas pessoas enxergam uma metáfora de algo "maior", como um ser humano cansado de viver em seu planeta, mas enfim, como eu sempre digo a interpretação vai de cada um. Eu simplesmente acho divertida a ideia de uma banda resolver fazer uma música sobre um peixe de estimação chamado Penelope. Não tem como ser mais espontâneo.
E assim já começamos a responder a questão principal do post. A espontaneidade de Pinback já os diferencia de muitas bandas que encontramos por aí no mundo atual.
Quanto à melodia, um dedilhado lindíssimo de violão introduz e carrega a canção nos ombros, enquanto ela cresce por meio da bateria, e claro, por meio do baixo delicioso, denotando uma outra característica 100% pinback: utilização e valorização do baixo na canção. Vamos convir que o baixo é um instrumento subestimado, tem gente que acha inclusive que o baixo não faz diferença em uma banda. ORA BOLAS. Ouça Pinback e veja o que uma boa exploração desse instrumento pode trazer como resultado :)
A alternância de vozes é linda, não é mesmo?

Confesso que mesmo refletindo sobre tudo isso ainda continuo achando misterioso o dom de Pinback de ser tão simples e tão diferente. Mas vale a conclusão que unindo espontaneidade, duas ótimas vozes, composições simplistas, um violão bem dedilhado e um baixo bem trabalhado, teremos excelentes produções musicais que valem estar em nossas playlists. A propósito, quando eu tiver um peixe dourado ele se chamará Penelope. E tenho dito.

18 comentários:

Nicelle Almeida disse...

Que post interessante! Adorei a dica da música e tdo que ela retrata em si. Muito interessante mesmo, talvez a banda tenha feito o uso de uma figura de linguagem para falar dos desassossegos do ser humano mesmo.
Parabéns pelo post, meu amigo...como sempre, mto informativo.
Um forte abraço.
Me visita tb: www.nicellealmeida.blogspot.com

Guilherme Lombardi disse...

Uma das excelentes bandas indies que já escutei por ai!

Kell Alves disse...

Já falei q gosto da proposta do teu blog por ser muito informativo e tal mas, juro q não me animo a ler. Talvez pq não seja 'minha praia' ou talvez por ser técnico demais. O motivo ainda não decidi mas, qndo decidir te falo ok?

AllanDavid disse...

Seu blog tá cada vez mais legal
mas esse tipo de música eu não curto, saka?
Mesmo assim seu bog é massa!

Anônimo disse...

Seu blog está muito legal,parabéns !
Estou ajudando uma amiga minha com a divulgação do blog dela, ficarei grata se puder seguir e comentar !
http://gihcamp.blogspot.com/

Vaunei Guimarães disse...

po gostei...n conhecia n...

abçao

http://vauneiguimaraes.blogspot.com/

Nicelle Almeida disse...

Olá, meu amigo.
Que bom que vc apareceu. Sei que os afazeres diários nos tomam mto tempo, mas n sumo tanto assim da blogosfera.
Respondendo a sua pergunta lá no blog. Sim, eu faço trabalho voluntário todas as terças com a igreja que faço parte. Sou da Batista aqui de Santos e nas terças acontece o Sopão Missionário, onde levamos sopa para os mendigos. Tb no periodo do carnaval, sempre saimos em caravana para alguma cidade e fazemos trabalhos sociais com crianças e adultos. É mto, mto gratificante.
Um forte abraço e aparece lá no blog, está atualizado. Ótima semana, meu amigo!
www.nicellealmeida.blogspot.com

PerpLife disse...

Pinback é simples, calmo mas de um impacto enorme. Totalmente diferente de tudo que conheço e, me atrevo a dizer, uma das melhores bandas que já conheci. Não há muito o que comentar sobre essa banda, já que você os descreveu de forma excelente. Talvez seja essa espontaneidade que me fascina.
Abraço
perplife.blogspot.com

Nicelle Almeida disse...

Meu amigo, seu blog é sempre muito bom =)
Tem post novo lá no meu, me visita?
Te espero ;)
www.nicellealmeida.blogspot.com

' Aℓℓɑɳ ɗɑѵiɗ disse...

Olá
Estou aqui só para avisar que por eu gostar de seu blog eu coloquei o link dele no meu. Não se importa né?

Digho disse...

Parabéns pelo Blog.Temum visual "clean" e é bem organizado.Quanto ao Post, ficou bem claro, eu não havia conhecido essa banda antes.Sucesso!

Rogerio disse...

não conhecia esse som...achei interessante,,,

Marcus Alencar disse...

Também não conhecia esse som, achei muito interessante e com um ar de novo, sabe, até porque é bem diferente do comum no rock pop.

Sandro Batista disse...

Bom, no seu blog eu me sinto meio que um peixe fora do aquário, mas sempre olho suas dicas, e até agora, todas foram admiráveis! Música de qualidade, não importa o estilo, sempre deve ser louvada!

Abração

http://estacaoprimeiradosamba.blogspot.com/

Insanium Delirium disse...

Nossa, nunca tinha escutado e nem nunca tinha ouvido falar nesse Pinback!!É sempre bom conhecer coisas novas. Também coloco algumas bandas no meu blog sobre arte obscura, se quiser ver: http://artegrotesca.blogspot.com

Ruvis disse...

SEMPRE que estou ouvindo música e escuto um "Hey Penelope" sei que ficarei feliz :) a música mega empolgs... pelo menos a versão ao vivo que eu tenho é assim.
Adorei saber q é em homenagem a um peixinho suhuahsuh

te amo!
beijos

Canto do Lufa disse...

Gostei do seu blog porque ele é crítico e analítico.

Relamente é um som meio folk.

A letra é demais!

Extremamente criativa e nada mais do que um excelente metáfora do peixinho com o ser humano atual..Muito bom!

Sergipe Fashion It disse...

Amo esta banda!

Postar um comentário