domingo, 20 de fevereiro de 2011

Lifehouse - Sick Cycle Carousel


Porque chega uma hora que você cansa de correr atrás de uma pessoa que você gosta, não é?

Uma vez mais, Lifehouse no blog. Se você gosta, excelente, espero que esteja gostando dos textos sobre a banda. Se você não gosta, já deve ter se enchido de tanto Lifehouse. E abandonado o blog, talvez.
Mas indo ao que importa, na primeira vez que falei de Lifehouse eu disse que eles faziam a trilha sonora da minha vida. Mais recentemente, isso parou, comecei a namorar há um ano e cinco meses (uma gatinha linda) e o Lifehouse continuou na fase "não me chute, eu amo você". Por isso esse post é um ode ao passado, e pode de repente ajudar pessoas como essa canção me ajudou em certa época da vida.
Porque a gente tem a necessidade de se agarrar a pensamentos alheios para ver se outras pessoas já viveram sua situação, e assim provar que alguém te compreende nesse mundinho. Há muita gente que busca frases famosas de escritores, outras que encontram apoio em filmes, e alguns como eu acham o que precisam na música. Eu estava em uma época que, como dito no início do post, não aguentava mais correr atrás de alguém que me ignorava, não me valorizava em nada. Então veio Lifehouse.

"Tentei seguir seus passos, tentei ir atrás de você, tentei ver quão perto do chão eu poderia me aproximar". Em verdade, todos que já se apaixonaram e não foram correspondidos sabem qual é essa sensação que o Lifehouse descreve. É um tanto triste, e depois de muito tempo quando isso já passou a gente chega até a se envergonhar por ter vivido essa situação. Mas não precisa ter vergonha. Essa experiência é um mal necessário, vamos assim dizer. Todos que superam isso se sentem mais fortes, mais maduros, mais experientes, dificilmente deixam de aprender com os erros, e cada vez mais ficam prontos para uma relação com o amor da vida, enfim.
O problema é saber sair dessa situação ruim, que o Lifehouse chama de SICK CYCLE CAROUSEL, algo como "Ciclo Vicioso Doentio", o título da música de hoje. A melodia é tipicamente da banda, dedilhado de violão, uma guitarra marcante (como falada nesse post), e a voz rouca de Jason Wade cantando com muita emoção. E essa canção me ajudou principalmente com uma frase do refrão: "E quando isso irá chegar ao fim? Continua girando, e sei que não vai parar até que eu desça daqui para meu próprio bem". Foi quando eu percebi que esse era o limite, e que já estava me fazendo mal há um bom tempo. Percebi que nunca seria feliz com a pessoa, mesmo que as coisas começassem a dar certo, afinal, tudo foi construído em cima de muitos erros. Para terminar o combo, juntei Sick Cycle Carousel com Not Meant to Be do TOAD e concluí: Isso nunca vai dar certo.

Claro que, falando de Lifehouse, sempre há a interpretação gospel. Dizem que o Ciclo Vicioso é o ciclo de pecados, do qual o vocalista não quer mais participar. Mas como sempre, vai de cada um, o importante é curtir o som! E se alguém se identificar, espero que isso tudo possa ter ajudado de alguma :)

9 comentários:

Rômulo Ponciano disse...

A banda é muito boa (y)

Recomento para todos! Uma ótima música deles é Everything


http://socconnect.blogspot.com/

Rúvila Magalhães disse...

Amooor!
Fico feliz de saber que eu te tirei de uma situação ruim mas me deixou triste ver q vc passou um post inteiro falando dessa situação ruim. Não gostei muito desse post :(

beeeijos
Te amo, meu gatinho lindoo :D

kbritovb disse...

gostei da musica

Inez disse...

Não conheço a banda.
Seu texto está excelente, trata a música no seu mais profundo significado. A música é a linguagem da alma.

Re disse...

Tbm não conheço a banda,mas achei o texto super profundo gosto das suas postagem e da forma que vc escreve.Obrigada pela visita bjkss

Jefferson Reis disse...

É um som bom, mas prefiro rock mais pesado, screamo. Também me relaciono com as músicas que escuto, com os livros que leio. Acho que se não nos encontramos na arte, não faz sentido tentar apreciá-la.

curioso.com disse...

Blog muito bom, tá de parabéns.
Vlw.

Francisco Saldanha disse...

Goste mesmo do blog e sobre esta banda que eu não conhecia...Notei que vc tbm curte Coldplay..abraços

www.pospretudo.blogspot.com

Nanda disse...

Não conhecia a banda, mas pelo o que você descreve no post é uma banda boa e que serve de "auto ajuda" para os decepcionados com o amor... Sabe que recentemente eu postei algo semelhante ao sentimento que você descreve no post, e certamente a gente precisa de algo para dar um "apoio" servir de refugio nessas horas, as músicas são o maior consolo que eu tenho... Eu estava muito pra baixo,comecei a escutar Maroon 5 e eu percebi que eu estava persistindo em algo que não daria certo, como você citou no fim do post.

Parabéns, gostei do que você escreveu e concordo plenamente :)

Postar um comentário