quarta-feira, 27 de julho de 2011

Radiohead - Lucky


Devo trocar o nome do blog para "Song Sweet Radiohead Song", sim? Por que não?

Uma vez mais, El Cabeza de Rádio no blog. E logo depois de falar de um clássico do Smashing Pumpkins, vamos retomar ao maior clássico do Radiohead, o álbum OK COMPUTER. Clássico é bom e todo mundo gosta.

Acompanhe comigo; do Ok Computer já temos posts sobre Karma Police e No Surprises, duas canções muito famosas, ousaria dizer que são as MAIS famosas da banda, que lançou um ótimo álbum esse ano, mas dados estatísticos de sites como o Last.fm indicam que Karma Police segue sendo a mais ouvida deles, mesmo sendo de 1997.
Em um fórum de Radiohead me pediram para falar de mais músicas do OkC. Alguns sugeriram Paranoid Android, mas resolvi falar sobre um coadjuvante do cd, já que a sugerida divide os refletores com as outras músicas citadas como uma das principais deles. Escolhi então a viajante LUCKY.

Lucky, uma vez mais, é uma música com letra difícil, que chega a ter interpretações opostas. Uma delas diz que é a canção mais otimista de Thom Yorke, e outra diz que a cada momento que o 'narrador' diz algo bom ele está sendo irônico. Fato é que são diversas frases soltas compondo a música, como "Sarah, me mate de amor", ou "hoje será um dia de glória" ou "me tire da queda do avião". E fica mais difícil saber do que se trata quando você vê a entrevista de Thom sobre Lucky: "as melhores obras dos artistas são aquelas que o resultado final não diz nada daquilo que o artista gostaria de dizer". Ou seja, nem o Thom deve saber se é uma letra de fato feliz.
Mas podemos afirmar, pelo menos, algo sobre a melodia: esta sim é muito triste e bonita. Do jeito que eu gosto (e imagino que alguns leitores também). No refrão vem o auge da melodia, uma guitarra surge ao fundo em um belo riff e torna o clima desesperador, junto com o pedido do vocalista para ser retirado do avião. Aliás, há uma interpretação que diz que o eu-lírico é um terrorista, já que a letra envolve queda de avião, dia glorioso, pedido de morte... Hahaha, que bobagem!

A grande curiosidade da música é que, dentre as frases soltas, há: "O chefe de estado me chamou, mas eu não tenho tempo para ele". Certo dia de 2005, oito anos após o lançamento do cd, Tony Blair - o primeiro ministro britânico - convidou Thom Yorke para participar de uma discussão sobre o aquecimento global. Adivinhem? Ele recusou! Thom disse que Blair não tinha credenciais para falar sobre o meio ambiente...
Grande Thomas!

13 comentários:

Alice disse...

Muito bom seu blog, adorei a descrição dele e os artigos, parabéns.

Entra aqui? ->http://vivendovidacomoela.blogspot.com/

Espero por você lá!! Se gostar dele tente segui-lo ok?
Beijo!!!

Andy A. disse...

Sempre curti Radiohead e acho que a letra tem ironia sim ... seguindo seu blog , da uma passda no meu e se gostar segue ou comenta em algum post ...

http://andyantunes.blogspot.com/

Nubia Santos disse...

Gostei do blog , seguindo ;)

Lara Paiva disse...

Muito boa essa resenha, mesmo Radiohead sem ser minha praia. Mas, tenho que confessar que as letras da banda são boas. Depois passe por esse blog, o estilo é mais ou menos o seu?
http://malucavidaurbana.blogspot.com

Rúvila Magalhães disse...

Oi moo!
acho que a música fala sobre sexo, sério! Reflita!
ADORO os posts nos quais voce analisa a letra e fala sobre curiosidades!
lindo e talentoso.

te amo <3

Macaco Pipi disse...

É BOA
LEMBRO DA ABERTURA DE HOUSE
6ª TEMPORADA

Anderson Leite disse...

cara...fascinado com seu blog
muito bom mesmo
estou seguindo, tudo q envolve musica eu sou doido
parabens mesmo
^^

http://ministerioartecomdeus.blogspot.com/

mulherices disse...

Sou fã incondicional de Radiohead e particularmente gosto de letras com uma pitadinha de ironia e inteligência.

Parabéns pela análise.

Forte Abraço
Lílian Buzzetto do Mulherices
[Se tiver um tempinho, faça-nos uma visita!]

Camila Hame. disse...

Até curto Radiohead mas fã fã, não consigo ser. Desculpa aos fãs, mas a maioria das músicas me dão sono ;x

Gabriel, comecei esse semestre jornalismo na PUC-Rio, ou seja, voltei a ser caloura. Tô muito feliz por estar num ambiente de peso e ansiosa para aprender muito, se bem que agora, no comecinho ainda, tem aquelas coisas babacas de trote, que por pior que sejam, é essencial participar, né. E vc? Como estão as coisas e os estudos?

http://www.papel40kg.com/

André Narciso disse...

Radiohead realmente é uma ótima banda,más prefiro bandas de rock alternativo como,Green Day,Artic Monkeys,30 Seconds to Mars,e por ai vai.

Ana Lu disse...

Ei Gabriel! Sim, você "invadiu" meu blog, leu, comentou e eu adorei! Seja bem vindo! Nunca ouvi essa música, na verdade, acho que nunca ouvi radiohead! Agora estou no estágio, mas quando eu estiver em casa vou ouvir, me deu vontade, hahaha.
Muito prazer =D
A Rú falou que quando eu estiver em São Paulo e nós saírmos para lanchar você vai também, então essa suposta invasão no meu blog foi ótima! hahaha
Beijos!

Pati disse...

Não conheço muito o Radiohead, mas o pouco que conheço, eu gosto.

Parabéns pelo post.

***
***
Café de Fita - http://cafedefita.blogspot.com/ (post novo)

Mateus disse...

Não venho aqui desde Radiohead-Faust Arp e veja, estou comentando em outra postagem sobre eles ;)
Gostei muito da banda, suave mas forte, tem uma sensação diferente quando tocada em volume baixo (mais relaxante) e volume alto (mais, como devo dizer, agonizante). Muito bom!
Abraços

Postar um comentário