domingo, 28 de fevereiro de 2010

Travis - Love Will Come Through



Possuir uma identidade própria talvez seja um desafio para todas as bandas que começam sua carreira em uma garagem, compondo seus primeiros acordes em busca de reconhecimento ou de algum espaço para exibir seu som. Afinal, sem uma identidade se torna até difícil o processo de criação do artista, que pode se perder se não tiver um foco ou uma linha de pensamento para seguir. Se por um lado há bandas que não criam essa tal identidade por toda sua carreira (e isso pode ser favorável se a ideia for surpreender os fãs a cada música), por outro há bandas que não só criam, como abusam desta, ao ponto de você ouvir os primeiros segundos de uma música na rádio que nunca ouviu antes, e dizer: “é daquela banda lá”. Nesse caso, temos como o maior exemplo os escoceses da banda TRAVIS.
Um violão, letras sobre amor, batidas leves, uma voz calma e bonita, e já são seis álbuns de sucesso e shows lotados, seja onde os músicos forem. Com essa fórmula, os escoceses do Travis tiveram que encarar dois obstáculos que poderiam levar a banda a ser apenas mais uma dentre as milhares que surgem toda semana; primeiro, como evitar a mesmice e a repetição de som ao fazer tantas músicas com temáticas parecidas, e em segundo, como explorar o tema amor sem que ele pareça clichê e saturado. De fato, eram desafios difíceis, mas pra quem ouve Travis sabe que eles os encararam com muita competência, tendo a capacidade de fazer até pessoas que não gostam desse estilo de música se renderem à sutileza do som que a banda produz.
Para exemplificar a força da banda, podemos pegar uma música do quarto álbum da banda, chamada LOVE WILL COME THROUGH. De longe, não é a mais famosa deles, nem direi que é a melhor, mas é no mínimo uma grande música, que exibe tudo o que estou falando, desde os violões refinados que são tocados, até a tal sutileza que exala de grande parte das músicas da banda. Quanto à letra, entende-se que há uma pessoa aguardando o amor de outra, pedindo para que seja aceita, pois dessa forma um amor surgirá. Simples, porém, bonita.
Repetindo sempre sua fórmula, criando assim uma excelente identidade, o Travis alcançou um ótimo posto entre as maiores bandas dos últimos anos, embalando momentos de amor, criando trilhas sonoras para casais apaixonados, às vezes te acompanhando em uma “fossa”, tudo isso sem se tornar uma banda enjoativa e desinteressante a cada novo álbum.

19 comentários:

Daniel Silva disse...

travis é muito bom! acompanho os caras há tempos.

abraço

Fêh disse...

Que legal, não conhecia essa banda!
Vou pesquisar, fiquei interessada depois de ler seu post XD

Beijos!

baobah disse...

"criando trilhas sonoras para casais apaixonados" falando de nós dois, amor?
lindo, amo voce, amo seu blog.
o post tá ótimo :D mas vc quase não falou da música, mas ok, continua sendo um bom post!

beeeijos gatinho!

pamdownloads disse...

OLá muito obrigado pelo elogio que fez sobre meu blog...obrigado por divulgar tb...se quizer fazer pedidos ou tiver algum link ja expirado...so deixar um comentario no blog...falow

.Txia. disse...

Se eu fosse de uma revista, juro que te contratava, cara.

Desculpa pela demora, nao é sempre que to inspirada para postar!

Como eu te achei? Olha, foi uma viagem xD
Eu leio um blog de um maluco chamado Renan Barreto. Aí ele fez um post especial de fim de ano agradecendo quem mais fala com ele na blogosfera, e um dos indivíduos era uma mulher que tem um blog sobre educaçao, se nao me engano. Cliquei nela e tu estava nos comentarios :)

saudeecompanhia disse...

A maioria copia os estilos e não cria seu próprio estilo.Não conhecia a banda, mas gostei.

Nicole disse...

Gostei das músicas, e realmente o que falta é sempre um diferencial, pra ser novo.

Adriano Villa disse...

Boa noite. Hoje em dia ser original é um grande feito, pois existem um grande número de bandas por ai... Como músico e compositor, sei como isso é complicado, tentamos ficar longe de nossas influências, mas não sabemos o que acontece lá do outro lado do mundo. Me visite também. abracos

FabioZen disse...

Retribuindo a visita Gabriel.Olha ,não conhecia o Travis,mas gostei de imediato da levada,uma canção gostosa.Cara o teu blog tem estilo.é diferente e por isso tenho certeza que se destaca em um mar de mediocridade.Achei um comentario meu no post sobre o Radiohead,nem lembrava.Vou te seguir. Parabens!

Pedro disse...

Hey,

Já tinha ouvido algumas músicas deles, mas nunca parei pra prestar atenção....
A música é realmente bem bonita e o vídeo também!!

Mentealternativa SA. disse...

Confesso ser um total ignorante em relação a banda citada,vou procurar saber mais sobre.
Novidades no blog gabriel,se puder conferir!
cara,estamos com indisponibilidade de tempo,por isso posts sairão com menos frequencia,mas sempre que possivel sera atualizado e sempre que possivel,passo por aqui!abraços!

♫ Angélica ♥ Kawai ♪ disse...

Tambem não conhecia a banda não!
Vou mais na musica que na banda... Geralmente não me importa "estilos de bandas" e sim amusica... MAs acho que é bobagen, pois ambas devem caminhar juntas... Apesar de nem sempre a gente notar isso...

Ítalo Richard disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ítalo Richard disse...

É interessante e ao mesmo tempo engraçado essa questão de construção da identidade de uma banda. Algumas começam com uma presença, um estilo, e mais tarde caem na mediocridade, outras nascem de uma salada mista e com o tempo encontram a sua marca, sua identidade. É por isso que nós deixamos ou nos tornamos fã de uma banda. A originalidade também está embutida nessa questão, que ao meu ver percorre dois caminhos, primeiro aquele em que o artista segue um padrão músical, ou seja, é fiel ao seu gênero, mas com algo que o faz se diferenciar dos outros, como a performance, por exemplo. A segunda é, dentro do gênero, incluir um elemento novo, que pode ser uma sonoridade diferente, como por exemplo inserir a música clássica no Rock. Mas, é claro que isso são para poucos.

Quanto a música em si e a banda que você sugeriu no post, gostei muito, inclusive é ótima para se ouvir sozinho tomando vinho ou na companhia de uma pessoa amada!

Enfim, encerrando esse mega comentário, agradeço seu visita ao meu blog e as palavras lá escritas.

degaragem disse...

Ja conhecia Travis e concordo com boa parte do que tu disse. Inclusive que toda banda tem que ter sua identidade visual e musical.

Cada um com seu jeito, cada uma do seu lado.. tá mais do que certo :D

JuANiTo disse...

Gostei da descrição que você deu a banda!
Nunca me interessei, apesar de ouvir falar na MTV e pela internet.
Essa formula citada, muito me agrada.
Vou baixar um dos albuns dele e ver se realmente me cativa.
Abraço

Poseidon disse...

Cara, nunca fui muito fã de Travis, até porque nunca escutei mta coisa deles EHUHEUHEUHE Mas tinha uma musica ai que eu escutei, nem lembro o nome, mas gostei ela tava perdida no meu pc... Essa musica ai é das boas tb, vou dar uma sondada nos discos da banda e ver se de repente mudo meu conceito EHUEUHEUHEUH

Quanto ao meu blog: Quem sabe podemos escrever em conjunto cara, eu to reformulando o blog, vou trocar template e abrir ele pra novos colaboradores, a idéia é reunir os 12 olimpianos pra postar lá, Afrodite já apareceu pra dar uma ajuda, quem sabe assim aquela porcaria é atualizada mais frequentemente :p

Se pá tu poderia postar em carater especial ou assumir a identidade de um deus xD

LADY DARK ANGEL disse...

nao deu pra ver
affs to sem o plug-in instalado

Muamba do paraguai disse...

Ou muito massa parabens
Vendo o video aqui, o som legal
dimais, nunca tinha ouvido
antes achei bem interessente

Postar um comentário