quarta-feira, 21 de abril de 2010

Lostprophets - Sway



Noite.
Um lugar deserto, cercado de árvores, um céu estrelado.
Um anjo com asas negras te encarando de um lugar um pouco distante de ti.
Está ventando, faz frio. Algo está se mexendo dentre o mato e estranhas luzes aparecem no céu.


Mas o quê? O dono do blog está sob o efeito de drogas, sim? Não! Esse é o efeito que uma música atmosférica como SWAY, da banda LOSTPROPHETS causa em mim. Eu gosto mesmo dessa tal classificação de música como sendo "atmosférica". Já falei disso aqui antes? Então estou falando agora! Atmosférico pra mim são todas aquelas canções capazes de te transportar para outra dimensão, de criar uma história na sua mente logo nos primeiros segundos de melodia, capazes de te dopar por dois, três, ou quase dez minutos (como no caso de Sway).
Sim, são nove minutos de música! Mas eu não estou imaginando que vocês irão dar play no vídeo (desde que descobri que nem minha namorada ouve as músicas, desencantei dessa ideia), no entanto, veja bem queridão, aqui é um lugar de recomendações, e se você se interessou pela ideia de uma música que traga esse conceito de viagem atmosférica, não importa o tempo da música, você irá ouvi-la conforme seu interesse! O que posso garantir é que o som desses caras é bom! Lostprophets é uma banda com um rock mais pesado, que se formou a partir de um projeto paralelo, e hoje já traz um repertório excelente de canções para quem curte guitarras mais agressivas e refrões que se instalam na sua mente por tempo indeterminado.
Sway é uma música experimental da banda (portanto, um pouco diferente do que eles normalmente produzem), que se divide em duas partes, onde a segunda é apenas instrumental, sendo por acaso a parte mais propícia a causar o efeito citado no começo do post. Aliás, se não quiser ouvir a música inteira, coloque apenas em um dos trechos da parte final e terá ideia do que estou falando!
Mas se você quiser ouvir inteira, dê um play, minimize o blog, continue fazendo qualquer outra coisa bacana que você sempre faz na net, e relaxe... serão dez minutos de pura viagem junto com os profetas perdidos!

18 comentários:

Rúvila Magalhães disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rômulo Lopes disse...

Pow, muito legal a música!
Aliás, essa e a do post de baxio são ótimas!
Vlw pela dica!

http://Sisudez.blogspot.com

Daniel Silva disse...

muito bom a música, Gabriel. não conheço a banda, e isso me deixa meio puto. hahaha

ouço músicas com 30 minutos.. com 9 é fichinha.

abraço

Fábio disse...

Deixa de ser pessimista , algumas pessoas ouvem , outras não. Mas o que vale é você apresentar um som novo , que eu dificilmente conheceria se não fosse o seu blog.

Rúvila Magalhães disse...

[CENSURADO]

a música é bem viajante, demorei pra começar a gostar dela, sei lá porque, mas agora adoro, ainda mais por ela estar no meu "December album", um cd que presenciou momentos muito legais :D lembra??

te amo.
beeeijos

Luciana disse...

Olá, então algumas pessoas acham isso meio sem logica né? mais as musicas que trazem uma vibe boa sao otimas sim... vou ser sincera que na consegui entrar nessa sua pira ... e que nao admirei tanto a musica... talvez pq ouvi apenas uma vez ... mais euu vou durmir //tentar// escutando ela .. e ver oq rola .
Valeu pela dica e mais uma vz parebesn pelo blog :)

ALIMAC disse...

Primeiro agradeço pelos elogios, ainda mais sobre um post sobre musica, vindo de uma pessoa que pelo que vejo no seu blog realmente entende do assunto. Mas não acho que os indies tirem o título de representantes da geração 00 dos emos; os indies ganharam mais força nos anos 90 com bandas do britpop como Pulp.Já os emos, embora a primeira banda emo seja dos anos 80, ganhou força, foi delineado todo um estilo meio way of life, nos anos 2000.

www.teoria-do-playmobil.blogspot.com

Guilherme Lombardi disse...

não conhecia essa banda, mas a música é boa!

B.~* disse...

Toda música é atmosférica, não é? Tipo, a música acaba interferindo na atmosfera de alguma maneira. Juro que quando temrinar essa palylist, ouço Sway, hahaha

http://quadrado-magico.blogspot.com/

Victória Andressa disse...

Adorei a musica. Me da a sensação que eu estou em um carro, à noite, passando por uma estrada bem longa, e so tem o meu carro nela, e eu olho para a paisagem entretida.
Nos faz viajar pra caramba.
Adorei!

Niemi Hyyrynen disse...

Hey, oie.

Ahn.. é, tem esse lance de vc sabe, ser muito particular a música, como cada um se sente. Tem gente que não gosta de músicas longas/ são pessoas mais imediatistas...não querem algo mais profundo, acho, errado? não.. de forma alguma.

Eu não conhecia essa música deles, é de álbum? (preguiça de procurar no google).Gostei muito, em alguns momentos ela lembra a Tears in Rain do Vangelis, pro filme Blade Runner...

acho que as duas músicas tem essa coisa de vc chegar num determinado ponto da vida e parar para pensar e diz......"que m. eu faço aqui".

Foi assim que eu me senti, que m. eu faço nessa vida...

:) vou me vangloriar que nem o daniel, musica de 9 minutos não é nada pra mim. rs.

ah, valeu pelo elogio sincero lá no meu humilde "brog".

Niemi.

Niemi Hyyrynen disse...

Achei !

Star Something, última faixa.


baixado para o computador.

thanks.

Niemi

Tati disse...

Talvez por não viver sem música [praticamente uma dependência boa] adoro quando venho a um blog e me apresentam coisas novas.

Acho que já ouvi essa música em algum momento, pois ela não me pareceu estranha, mas confesso que não recordo de conhecer a banda. De qualquer forma, ótimo achado. Tem uma pegada de "U2" no início, mas algumas outras influências devemm estar misturadas aí.

semsabor disse...

Nossa,já tinha ouvido falar da banda ,mais nunca parei pra ouvir,lindissima essa música adorei

http://semsaboor.blogspot.com/

Lolita disse...

Meu comentário foi? Deu erro.

DevaneiosDevassos disse...

Cara, adorei seu blog! Conteúd, posts criativos, layout, tudo!! Valeu por ter passado no meu ^^

♫ Angélica ♥ Kawai ♪ disse...

Musica dopante.. melhor que maconha... e mais barato... e não vou ser presa.. adoooro...

Ítalo Richard disse...

Ao começar ouvir a música achei que não fosse tão "viajante" assim, me soou um pouco comum, mas ao longo dos seus 9 minutos percebi suas nuances, e consegui me transportar, na verdade foi uma mistura de euforia e tensão. Mas vou-lhe confessar que foi uma experiência boa.

Ps: O comentário de Angélica foi surpreendente! rsrs
www.todososouvidos.blogspot.com

Postar um comentário