segunda-feira, 31 de maio de 2010

Incubus - Dig


As "Granadas Luminosas" é o título de um álbum sensacional mesmo. Tanto na arte linda do encarte quanto nas composições caprichadas da banda INCUBUS. Conversando com fãs da banda, o pessoal parece mais conservador e prefere os cds antigos da banda (Light Grenades é o mais recente, 2006). Eu discordo, o último cd tem canções lentas e bonitas, uma guitarra marcante nos arpejos, alguma músicas fortes e pesadas como sempre, e segura a melhor característica da banda: as letras inspiradas.
Da última vez, quando falei de como o amor dói, foi um aperitivo da gama de boas letras do Incubus, mas algumas pessoas ainda podem considerar um clichezim uma música falando de amor. Então vamos brincar com uma letra diferente, que fala sobre mudanças, egos, pessoas convencidas, garotas maníacas com uma pá na cabeça de um moçoilo...

Dig é uma música profunda, e se você sabe inglês - e sabe o que significa o verbo "to dig" - você me acha um animalzinho por essa piada infame. Se você duvida da originalidade das letras de Incubus, veja essa:
[SAP]"Então quando a fraqueza aumentar meu ego, eu sei que você vai contar com meu "eu" do passado. Se eu me transformar em outro, me desenterre de debaixo daquilo que estiver cobrindo a melhor parte de mim."[/SAP]
Não sei quanto a você, mas eu acho genial uma canção que fala, de uma forma até narrativa, sobre alguém que muda de personalidade e busca em outra pessoa uma alternativa de se redimir e voltar a ser o que era antes. Muitas pessoas quando se tornam 'convencidas' (popularmente falando), negam suas mudanças, e por mais que alguém tente alertar ou ajudar essa pessoa a retomar sua humildade, ela se fecha ao mundo. O "personagem" da canção do Incubus não age assim, e antecipadamente pede para que outra pessoa a traga de volta caso essa fraqueza se manifeste... Confuso demais, ou deu pra entender o raciocínio?
No mais, todos irão concordar que é uma boa letra para uma reflexão básica, afinal, todos nós somos vulneráveis a esse tipo de fraqueza! E você, o que faria para evitar se tornar uma pessoa chata e convencida?

E pra não dizer que não falei da melodia, Incubus conseguiu encaixar esse enredo em uma batida bem suave, um dedilhado de guitarra gostoso, e um refrão que gruda na cabeça. Bem verdade que até parece uma musiqueta de amor para quem ouve ignorando a letra, mas isso não muda a essência da canção. Enfim, pacote completo pra você levar pra casa, uma música que pode tocar em suas playlists por um boooom tempo :)

17 comentários:

Victor Piacenti disse...

cara, muito obrigado pelo seu comentario no meu blog!! muito obrigado mesmo..

adoro incubus e dig é uma das minhas musicas favoritas.. alias essa banda é muito gostosa de ouvir, o seu ultimo paragrafo resumiu muito bem isso!!

parabens cara, seu blog é muito legal e com uma ideia diferente, com certeza vou acompanha-lo

abraço!

Fabricio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fabricio disse...

Incubus é foda, comecei a curtir o som deles quando ouvi a trilha sonora do Halo 2 da qual eles fazem boa parte das musicas.
Já toquei algumas musicas deles em bandas e é o tipo de musica que quase todos curtem ouvir o/

Obrigado pela visita ao meu blog - www.tedio-on.blogspot.com - e que bom que gostou dos especiais, o proximo é Mr. Big, que deve começar no maximo semana que vem.
Me passa teu e-mail pra que possamos trocar informações mais facilmente sobre os blogs, prometo que continuo visitando e comentando teu blog o/
Abraço

Tati disse...

E não é que eu também tive dificuldade em encontrar uma imagem da obra de Magnelli?! Mas eu não poderia deixar de vir aqui e retribuir o seu gentil comentário. Encontrei neste site:
http://www.artexpertswebsite.com/pages/artists/magnelli.php

A obra "Linguagem Turbulenta", quando vi em abril, no CCBB do Rio de Janeiro, me chamou a atenção por alguns motivos, e um deles é que toda obra de arte, na sua essência, é um detalhe importante apenas para quem o dá forma. Mas quando se torna público, cada um de nós damos um motivo, uma sentimentalidade para aquilo que até então não era nosso. E mais: nos achamos no direito de de criticar a falta de compreensão. Mas aí vem a pergunta: quem disse que precisa ser compreendido de fato?! Obra de arte tem de ser sentida, e entenda como obra, a música, um espetáculo, um livro, uma pintura... essa é minha visão da arte: ela é sinônimo dos sentimentos que acumulamos e nem sempre entendemos.

Volte mais vezes lá!

Tati disse...

Ah, e a baladinha [Incubus - Dig] é boa!

Rúvila disse...

"Sing this song, remind me that we'll always have each other when every else is gone"

música linda, minha favorita mas nunca tinha tido esse tipo de reflexão sobre ela.
sobre o texto: como sempre você arrasou, meu animalzinho :D

te amoooo

visitemongohelson disse...

Incubus é banda de incubado! Huashauahauaha!

Pedro disse...

Hey,
no fundo do meu coraçãozinho de pedra eu acho que existe uma pessoa chata e ranzinza como um velho e bem convencida.
KKKKK
Mas sabe, eu tava olhando a letra dela e gostei muito das metáforas, principalmente dessa de desenterrá-lo pra que ele volte a ser o que era antes! Mas ai eu penso: " Se essa mudança for pra melhor, faria sentido desenterrar algo pior?"

Niemi Hyyrynen disse...

Oie ! ^^ olá garoto apaixonado que leva calotes.

=D como vai você?

Um pouco de mim:

Eu fiz aquela tradução por um momento de raiva, que não é comum na minha pessoa, mas após alguns comentários ...."obrigatórios" eu me senti frustrada. Quem se expressa, se expressa para alguem né? Quando o outro lado não te corresponde como você esperava...

Um pouco de você:

Eu gosto desse seu blog pois vc traz interpretações bem pessoais, descreve o que pensa ou sente sobre a música, é pessoal, é intimo, é legal. :)

Um pouco sobre o post:

Queria eu que meu ego fosse uma ema, eu enterraria a cabeça dele na terra, para evitar de um dia ficar arrogante.

Ou é avestruz?

:) bye.

Niemi.

kbritovb disse...

gostei muito dessa música =]

saudeecompanhia disse...

Não conhecia, mas gostei.
Minha primeira vez no seu blog e adorei!
Sucesso com o blog!

Michelle disse...

Incubus faz sucesso há tempos e gosto das letras deles tanto quanto das do Cold Play (para mim, ambas bandas tem seu ponto forte na letra das músicas). Dig está na lista das melhores! Acho que mudar é algo a que estamos todos passíveis e isso é bom e necessário, o ruim é quando tudo começa a dar certo e nos tornamos convencidos, arrogantes ... isso basta para afastar da gente os amigos mais próximos, família e até alguém a quem amamos e não sabemos cuidar.

Higor Almeida disse...

Mesmo quando não gosto ou nao conheco a banda tema do post,eu gosto de comentar por aqui,os textos sao bem divertidos mesmo.Respondendo a pergunta do texto:SE alguém que gosto me falasse que estou mudado e essa mudança foi pra pior procuraria ouvi-lo e tal,como a moça ai de cima disse mudar é bom e necessário,desde que seja em um bom "sentido".Abraços ae ´Pozzi.
Higor\o/

Monih disse...

Eu não conheço muito material dessa banda, mas adorei essa música!!! Pode ser que agora eu dê mais bola, e curta mais o som

beijo



http://agarotapsicose.blogspot.com/2010/06/in-love.html

Camyli Alessandra disse...

gostei desse espaço concerteza voltarei outras vezes enquanto a musica é muito boa mesmo
bjão!

Juliana Ribeiro disse...

Gostei bastante do blog, quanto a banda eu não conhecia, mas acabei de ouvir o vídeo que vc postou e achei mto bacana o som!! Bjos
http://coisasdavidaju.blogspot.com/

Wander Shirukaya disse...

Nao conhecia essa do Incubus. Analiosarei melhor para opinardireitinho e nao falar besteira.
^^

Postar um comentário