domingo, 16 de outubro de 2011

The Kooks - I Want You Back


The Kooks é uma daquelas bandas folk-indie-rock que tem um som bem característico. A propósito, da última vez que falei deles (já faz um tempo), disse exatamente que eles representam um genérico, aquela banda pra você mandar para o amigo que te perguntar "mas o que é indie rock mesmo?".
Sempre com muita qualidade, raras vezes o The Kooks altera sua fórmula e cria uma música com uma atmosfera diferente. Mas I WANT YOU é uma dessas exceções!

Talvez pela temática da música, a banda resolveu dar um clima mais... sufocante à melodia! Algo que traz um pouco de solidão, embora não seja tão deprê assim quanto você está achando pela minha descrição! Dá um play então, e acompanha!
"I Want You" está no primeiro álbum dos Kooks, "Inside In/Inside Out", e fala sobre aquele momento difícil do fim de um relacionamento, onde uma das partes ainda gostaria de voltar ao namoro. É um momento complicado, ruim, que eu nem gosto muito de falar sobre, e como devem imaginar, acaba inspirando os artistas que gostam de falar sobre o amor. Creio que todo mundo já passou por esse momento (dificilmente você vai conhecer alguém que passará a vida com a primeira pessoa que gostou), e que não deixa de ser importante para a nossa vida, no processo de maturação e tudo mais... o problema é botar isso na cabeça na hora que você está enfrentando a situação!
Creio que, depois de passar por algumas experiências, o que eu poderia sugerir para alguém que está nessa é que você tem que encarar tudo como algo natural da vida e que, SIM, TENHA CERTEZA, tudo ficará bem! Um dia você irá perceber que tudo isso aconteceu para o seu bem (aparecerá até a típica frase "não era pra acontecer mesmo... estamos melhores do jeito que estamos hoje!"), e até se achará bobo(a) por ter sofrido tanto (embora seja inevitável). Segure a onda, você é capaz, e quando menos esperar, estará em outra, pronto para viver e se entregar novamente! Não tenha medo, não fique com trauma, deu errado uma vez, mas uma hora vai dar certo e vai valer a pena! ^^

Enquanto isso não acontece, curta The Kooks e sua música muito bem composta. Talvez sejam os acordes utilizados, ou a bateria em suas batidas duras e fortes, não importa, o fato é que eles reproduziram muito bem o clima de quem gostaria de ter alguém de volta. Mas olha, ouça a música sem sofrimentos, ok? Tenho certeza que o The Kooks quer muito mais que as pessoas se divirtam com suas canções do que entre em depressão, ou algo do tipo... hahaha

*ps: o nome da música é apenas “I Want You” mesmo, pelo menos é isso que está escrito na contracapa do cd que eu tenho... mas quando eu a baixei ela estava com esse nome, “I Want You Back”, e vários sites a tratam assim. Por costume, coloquei o "Back" no título ;)

13 comentários:

Gabriela P. disse...

Ah, Pozzi! Eu sei que esse post foi pra mim!
HASUIDHIASDUIAS
Tem razão de tudo! E, como você mesmo disse, é muito difícil aceitar no momento...
Vou tentar dar outra chance pro Junk of Heart! :D

Beijo

disse...

sério que é só I Want You? então quer dizer que eu tenho 155 execuções dessa música com o nome errado? HAHA poxa.

eu ia falar que achava que o que dava clima à essa música é o jeito de cantar do luke, mas me dei conta de que é todo o conjunto. mas que eu tenho vontade de dar uns gritos e trazer umas pessoas pra perto de novo quando eu escuto essa música, eu tenho.

Ana Lu disse...

Ei Gabriel!
Ai, essa coisa de fim de relacionamento é sempre uma merda. Por isso que eu sempre falo que a vida seria perfeita se todo mundo conhecesse o amor de sua vida aos 15 e pronto, porque há quem diga que é bom se divertir com os errados, mas eu não sou fã disso não, afinal de contas, se 'divertir' com o errado pode render muito sofrimento, mas enfim, seu post nem era sobre isso! Nunca tinha ouvido falar nessa banda, hahah.
Beijos!

Rúvila Magalhães disse...

Amoooor!
Cheguei a conclusão que sou sortuda demais porque vou passar o resto da minha vida com a pessoa q eu amo, a primeira pessoa q eu realmente amo.

beijos

Deyse disse...

The Kooks *.*

Terminar o namoro é triste, até mesmo para quem deu o pé na bunda. hahaah
Tenho tristes memórias das minhas decepções amorosas, mas hoje tenho namorado, sou feliz, isso que importa, como voce disse, tem que acreditar que tudo vai ficar bem, porque vai ficar bem =)

Beijos

blog da Dani disse...

é a vida né... rs
como vc mesmo disse "tenho certeza que tudo ficara bem"

neh.etc disse...

obg pela visita e pelo comentário e respondendo a sua pergunta eu baixei a discografia deles, foi um pouco difícil de achar mais consegui to ouvindo Clinging to a Scheme ainda.

neh.etc disse...

ahhhhhhhhhhhhhh eu ouso the kookes a um tempão..... e o vocalista ainda desenha assim como eu .. pelo menos eu tento kk

Ana Lucia Nicolau disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Mateus disse...

Uma música excelente para se ouvir quando se está na fossa (uma melodia bem intensa). Sempre com seu bom gosto amigo Pozzi!
Mas, o mais interessante nesse post, foi a sua descrição de uma quebra de relacionamento. Você deixou de lado a música para falar com o leitor sobre tal experiência e aconselhá-lo, muito interessante. E verdadeiro: quem já passou sabe que tudo fica bem, mas o sofrimento é inevitável, o que nos deixa ainda mais besta sabendo que não precisamos sofrer porque vai passar mas não conseguimos parar o sofrimento (acho eu).
Ah! voltando ao caso do vestibular... te perdoo so pq eu odeio história ta... KKKKKKKK brincadeira
Abração

Ricardo Araujo disse...

Eu nunca ouvi com atenção essa música, apesar de gostar de The Kooks
Não sei, nunca me atraiu
Mas agora que você falou dela, ela me pareceu mais viva, eu deveria dar mais ouvidos a ela, é uma boa composição, apesar de muito dramática hehehe

Abraços

@ilovetubes disse...

HAHA, sou nova aqui e já amei tudo.
Você envolve muito os leitores do seu blog. Não sou muito fã dessas banda de rock internacional. Sou mais de nacional mesmo.

estou indo seguir, retribui?
http://ilovetubes.blogspot.com/

Shelhass disse...

aquela banda pra você mandar para o amigo que te perguntar "mas o que é indie rock mesmo?" - EU RI. MUITO.

Sabe o que eu mais gosto nessa música? o sotaque inglês.

Postar um comentário