terça-feira, 30 de novembro de 2010

Incubus - Drive


Aaaaah, Incubus.
Aaaaah, as letras de Incubus.

Certa vez eu disse que a melhor característica da banda americana de rock alternativo Incubus eram as reflexões impostas em cada uma de suas composições. Incubus é uma banda de diversas facetas (considerando suas variações na produção musical) e de vários atrativos que podem criar um vínculo com os admiradores da boa música. Tem quem goste das músicas pesadas e barulhentas que honram o nome da banda, tem quem goste das baladinhas extremamente bem feitas, tem quem goste dos arranjos e riffs da guitarra, tem quem goste da voz de Brandon Boyd (todos os fãs da banda), enfim... eu gosto de tudo um pouco, mas o que de fato me admira neles continua sendo suas letras...

Lembram-se das duas vezes que falei de Incubus aqui? Discutimos sobre como o amor dói e sobre egos inflados. Ambos foram do último album, que não é preferência dos fãs (embora seja minha preferência). Hoje, portanto, falarei de uma canção que está em num álbum mais antigo, MAKE YOUSELF, o terceiro da banda, e aquele que levou-os ao reconhecimento internacional, com músicas nas rádios, clipes na televisão, etc e tal. Aliás, eu poderia dizer mais: houve uma música dentro do album que foi o empurrão do Incubus para a fama, e não por acaso, é a canção título de hoje: a acústica DRIVE!
Incubus nunca tinha sido muito "violãozinho e tranquilidade", os dois albuns anteriores eram repletos de barulho e rock n' roll, e Drive pode até ser uma representação dessa mudança de ares nas terras Incubísticas (?), mas independente disso (como já foi falado, Incubus ainda mantém uma variação boa), a música é excelente, pode ser ouvida durante uma viagem, um dia chuvoso, uma caminhada no parque, enfim... Costumo gostar bastante dessas canções que se adaptam às diversas situações, e raramente desagradam alguém.

Falei tanto das letras de Incubus e vocês acham que eu não iria falar sobre o que diz a letra de Drive? Bem, Make Yourself no geral traz uma característica em comum em suas composições, elas exaltam a independência, é um album que inspira liberdade, dos mais diversos modos. Em Drive, Brandon nos impulsiona a deixar nossos medos de lado, diz que nossas preocupações às vezes controlam (dirigem) nossas vidas, e que nós temos que assumir o controle dela! "Segure o voltante e dirija", é uma das frases que marcam a canção, e não é átoa que o album se chama "Faça você mesmo"!
Há uma polêmica religiosa envolvendo essa música devido à frase "você escolheria água ao invés de vinho?". Alguns dizem que é uma frase para simbolizar o anti-cristianismo, o que pessoalmente eu acho bobagem. O album inteiro fala sobre escolhas, a própria canção quer passar a mensagem que você mesmo tem que ter o controle do que escolherá para sua vida, então por que iriam envolver religião na história? Bem, fica a critério de cada um a interpretação.
Por fim, espero que gostem de Drive e fiquem com os "Doo Doo Doo Doo Doo.." que tem no final da música na cabeça. É quase um "Naa Naa Naa Naa" do Hey Jude. Ou não.


--
Um agradecimento a Viviane, uma leitora que eu não conhecia e que disse acompanhar o blog há um bom tempo. Ela pediu Incubus, então aqui está :)
Quem quiser pedir música, sintam-se a vontade nos comentários!

17 comentários:

Carolina Mello disse...

agora que consegui comentar , parabens pelo blog

Gutt e Ariane disse...

Gabriel,

Ontem mesmo, quando deixei um comentário em seu texto de Love Hurts, sugeri a música Drive. Olha que coincidência vc fazer esse post!!! rsrs!

Sem dúvida é uma das melhores músicas deles! Junto, também curto "Dig"!

Suas letras são sempre um diferencial. A letra de Drive é sensacional. Esses dias mesmo divulguei a música no meu orkut!

Ariane

http://bloggalemdoqueseve.blogspot.com/

Gutt e Ariane disse...

Voltando um pouco a falar de Keane, concordo com vc sobre o "Last Train", que é mais chatinho mesmo! Ggosto infinitamente mais dos outros.

Mantenho a sugestão de vc publicar algo sobre "We Might as Well be Strangers", pois tem uma letra ótima! É curtinha, mas dá margem para que façamos milhares de interpretações! Sem contar o teclado, que me arrepia todas as vezes que escuto!!

Bjs,

Ariane

http://bloggalemdoqueseve.blogspot.com/

Antonoly disse...

Realmente, as letras deles são excepcionais!

Alan Salgueiro disse...

Amigo Gabriel, prazer em estar de volta pra comentar sobre uma banda que adoro. Sendo que, não sei mais se exponho minha percepção sobre o som dos caras ou a sua visão sobre o mesmo tema. Talvez ambas a vertentes.

Vale salientar mais uma vez a sua diferenciação e entrega ao avaliar o trabalho de uma banda! Já fui leitor de algumas revistas e jornais especializados em músicas e teu nível para fazer essas resenhas é profissional, não deixa nada a dever para os caras da mídia especializada.

Eu não esperava uma análise do contexto do álbum e ainda mais da letra da canção, muitas das críticas vão se resumir somente a sonoridade e vão restringir o conhecimento de quem pode ser tomado pela curiosidade. Foste excelente neste quesito!

Vale citar também o lindo clipe que foi feita para a canção, que de alguma forma também embarca nessa ideia do 'faça você mesmo', já que as imagens mostram um autodesenho, uma independência de poder desenhar e escolher as próprias ações.

Me despeço dizendo que já vou providenciar o link do Sweet Song lá no Versos, pra ficar mais fácil visitar com mais frequência.

Abraço, rapaz!

Araujo disse...

Pois é, Gabriel HAHAHAHAHA espero esse ano, em breve pegar meu resultado essa semana na escola e saber que já posso dar um passo adiante e me preocupar unicamente e sem mais com as provas de faculdade e começar a trilhar meu caminho de futura jornalista xD

Conheço Incubus desde que Megalomaniac passava no falecido e saudoso Disc MTV, no comando da ex.VJ Sara Oliveira! Quanto a Drive, também já conhecia, tenho até o clipe baixado no meu outro pc, é calmo, tranquilo, diferente, bonito. Já viu? Bem diferente do chocante Megalomaniac.

Sobre as caixas que haviam sido vetadas pela prefeitura, era de algo haver com a globo, para aquele programa de prêmios do Faustão. A globo tão ciente da sua onipotencia, passou pela ordem da prefeitura e tão grande é o seu poder, que esse verdadeiro MICO não foi mais noticiado.

Como disse acima, pretendo cursar comunicação(jornalismo), eu acho psicologia interessante pelo conhecimento, mas temos que pensar no mercado de trabalho também, né. e principalmente para não sermos profissionais ruins e infelizes ao lidar com outras pessoas.
Vc pensa em fazer psicologia futuramente? Tá em que ano?

www.teoria-do-playmobil.blogspot.com

ruvis disse...

gatinho!
queria muito ouvir essa musica mas meu pc ta estranho... tentarei depois!
adorei o post mas esperava que voce falasse um pouco mais sobre as letras do incubus, anyways voce arrasou como sempre!

eu sugiro marching bands do death cab, parentheses do the blow e claro, alguma do nada surf!

te amo s2

Viviane França disse...

aaaeee \o/ q surpresa boa!
Muito boa toda a análise de Drive (só axei q faltou o clipe oficial q é foda!), do estilo da banda, do "faça você mesmo" que, além do Morning View, é o meu álbum favorito (merecem menção honrrosa neste 'pérolas' como I Miss You, The Warmth, Stellar e Pardon Me). Incubus realmente é uma banda diferenciada (afinal q banda de rock tem um DJ como um de seus principais integrantes?!) , de mtas facetas, aprendi a gostar do barulho meio punk deles e Brandon Boyd é realmente um artista em todos os sentidos. Valeu pela lembrança no fim do post. Estarei acompanhando.

p.s: Já ouviu o cd solo do Brandon? liindo e beeem diferente.

kbritovb disse...

cara tipo eu não curti tanto
mas é uma música q se eu acho numa rádio eu deixo tocar

Juliana disse...

INCUBUUUUUUUUUUUUUUUS! eu vi os caras no swu esse ano, melhor banda ao vivo do muuundo!
desculpe a empolgação, eu amo incubus e o brandooon!

Kadu disse...

muito boa a postagem e o blog, por tratar de musicas que não estaão na midia porem a qualidade é indiscutivel
www.kaduguitar.blogspot.com

Nicelle Almeida disse...

Muito boa a pedida da leitora pq Incubus é realmente uma banda maravilhosa...suas musicas são lindas e nos fazem refletir. Não dá pra simplesmente ser levado pela batida, nesta banda, a gente sente a necessidade de conhecer a fundo cada composição =D

Adorei mais este post, meu caro amigo.
Aproveito para te desejar uma ótimo final de semana ;)

Um forte abraço!!!
Me visita, tem post novo ;)
www.nicellealmeida.blogspot.com

FabioZen disse...

Muito legal,uma balada quase que intimista,com ritmo sem deixar de lado a pegada que faz a alegria dos velhos roqueiros hahaha!Abrç Gabriel, ah estou com um continho despretensioso lá no meu blog e se puderes espia lá,
http://oficinamissoes.blogspot.com/2010/12/vinte-e-um.html

♫ Angélica ♥ Kawai ♪ disse...

Adorei! Adoro esse estilço de baladinha! é a musica perfeita para qualquer momento. Já to buscando pra baixar!
E alias, o teu blog ganhou + 2 selo!

http://blogkawai2.blogspot.com/2010/12/selos-selos-que-venham-mais-selos.html

Vai lá pegalos!

Lúcia R. disse...

eu quero fazer um pedido: MAIS INCUBUS
hehehehehehehe

Kiko Lemos disse...

Incubus é excelelnte, adoro, e Drive realmente é uma música bem legal de se ouvir.

Gustavo disse...

Incubus e suas letras, MUITO bom!
Sugiro que faça um post sobre Three Days Grace que, assim como a Incubus, tem várias letras ÓTIMAS!

Postar um comentário